Por onde anda o Ministério Público que não toma uma providência junto à Agência Nacional de Saúde? Ele proibiu a Americanas.com de assumir novos pedidos de clientes do Rio de Janeiro, até que a B2W efetuasse todas as entregas que estavam pendentes no site, lembram disto? Por que não fazer o mesmo com os Planos de Saúde? Nenhum plano de saúde poderia admitir novos associados individuais ou coletivos, até que estivesse normalizado o agendamento de consultas e exames em prazo razoável, segundo padrões da OMS. Simples, ou não!

O que não dá para entender é esta indiferença do poder público, que assiste ao espetáculo do crescimento do número de vidas supostamente protegidas pelos contratos sem a correspondente contrapartida na qualidade do atendimento como decorrência natural da adequação da rede de médicos credenciados. Por fim, cabe notar que nem os doentes se mobilizam para lutar pelos seus direitos, seja quanto ao dever constitucional de o estado prover a saúde pública, ou quanto à obrigação assumida pelos planos de saúde frente aos contratos.

Veja matéria no Globo Online: http://oglobo.globo.com/rio/consultas-duras-penas-com-planos-de-saude-5175821

Anúncios